Menu fechado

Testes da Uber permitem que motoristas da Califórnia estabeleçam seus próprios preços

Foto de Amelia Holowaty Krales / The Verge

Os motoristas poderão cobrar até cinco vezes o preço original da Uber

A Uber está experimentando um novo recurso na Califórnia, que permite que os motoristas definam seus próprios preços para viagens em algumas circunstâncias, em vez de aceitar o preço definido pela Uber, de acordo com um relatório do The Wall Street Journal. O novo recurso permite que os motoristas aumentem as tarifas em até cinco vezes em relação ao preço original da Uber, e segue outras grandes mudanças que a Uber fez na Califórnia em resposta à nova lei de trabalho.

De acordo com o WSJ, as novas mudanças permitem que os motoristas aumentem as tarifas em incrementos de 10%, até cinco vezes mais do que a Uber define como preço base da corrida. O novo recurso cria efetivamente um sistema de leilão, onde motoristas com preços mais baixos conseguem os primeiros passageiros. À medida que a demanda aumenta, os motoristas que estabeleceram preços mais altos também serão comparados com os demais.

No momento, o teste é limitado aos motoristas que estão saindo de aeroportos em Santa Barbara, Palm Springs e Sacramento. A Uber supostamente quer ver primeiro como funcionará com as cidades menores na Califórnia, antes de decidir se lançará em todo o estado ou para mercados muito maiores, como Los Angeles ou San Francisco.

Assim como as outras mudanças na Califórnia que a Uber anunciou no início de janeiro, o novo sistema de tarifas é projetado para dar independência aos motoristas e para cumprir melhor a lei de trabalho do estado. O objetivo da Uber é – apesar da nova lei – continuar classificando os motoristas como contratados independentes, onde a Uber simplesmente ajuda a conectar com os passageiros. Classificar os motoristas como funcionários custaria à empresa centenas de milhões de dólares por ano, forçando-a a fornecer benefícios como garantias de salário mínimo, horas extras, seguro-desemprego e compensações aos trabalhadores.

Junto com o novo sistema de tarifas recentemente revelado, a Uber anunciou anteriormente que os motoristas da Califórnia obterão mais informações sobre a viagem antes de aceitar um passageiro, incluindo tempo de viagem, distância, destino e tarifa estimada. Agora, os motoristas da Califórnia também poderão rejeitar as solicitações de corrida sem qualquer penalidade. Além disso, os passageiros da Califórnia não receberão mais um preço exato da corrida; em vez disso, o aplicativo apresentará uma faixa de preços, com o preço final dependendo do horário e da duração real da viagem. Os passageiros também poderão selecionar motoristas específicos como “favoritos” para solicitá-los novamente.

E você, o que achou das mudanças? Serão bem-vindas se chegarem a Uber Brasil? Deixe-nos saber qual a sua opinião nos comentários.