Menu fechado

Robô SmartSight da marca Zebra fica de olho nas prateleiras das lojas

Créditos da Imagem: Zebra Technologies

Quantas vezes você foi a uma loja e descobriu que as prateleiras precisam ser reabastecidas do item para o qual você entrou para comprar? Esse é um problema frequente e é difícil, especialmente em grandes estabelecimentos de varejo, manter-se atualizado em relação ao estoque. A Zebra Technologies tem uma solução: um robô que vasculha as prateleiras da loja e relata falhas de estoque para “parceiros” humanos.

O robô SmartSight percorre os corredores da loja verificando as prateleiras, usando uma combinação de visão computacional, machine learning, automação de fluxo de trabalho e recursos robóticos. Ele pode encontrar problemas de inventário, falhas de preços e problemas de exposição. Quando encontra um problema, envia uma mensagem aos associados humanos por meio de um computador móvel Zebra, com a localização e a natureza do problema.

O robô aproveita a tecnologia de automação móvel EMA50 da Zebra e se conecta a outros sistemas das lojas, incluindo sistemas de inventário e pedidos on-line. A Zebra afirma que aumenta o estoque disponível em 95%, enquanto reduz o tempo humano gasto andando pelos corredores para fazer o inventário manualmente em 65 horas em média.

Embora provavelmente reduza o número de pessoas necessárias para executar esse tipo de tarefa, Joe White, vice-presidente sênior e gerente geral de computação móvel da Zebra, diz que, nem sempre é fácil encontrar pessoas para preencher esses tipos de posições.

Esta é uma solução que tira proveito da robótica para ajudar os humanos a manter as prateleiras das lojas com produtos e corrigir outros problemas. O robô SmartSight estará disponível mediante serviço de assinatura. Isso significa que os varejistas não precisarão se preocupar em possuir e manter o robô. Se algo der errado, a Zebra será responsável por corrigir.

A Zebra fez o anúncio na NRF – National Retail Federation (Conferência da Federação Nacional do Varejo), realizada esta semana em Nova York.

via TechCrunch