Menu fechado

A data de hoje marca o 13º aniversário de quando Steve Jobs lançou o iPhone original

Há 13 anos, o CEO da Apple, Steve Jobs, subiu ao palco da Macworld em San Francisco e surpreendeu o mundo com o primeiro iPhone.

Jobs anunciou o iPhone como se fossem três produtos separados: um iPod controlado com o toque na tela, um telefone celular revolucionário e um inovador dispositivo de navegação na Internet. Hoje, o iPhone ainda é tudo isso, mas também é muito mais.

A Apple vendeu bem mais de um bilhão de iPhones desde 2007 e, em janeiro passado, a base instalada ativa da empresa atingiu 1,4 bilhão de dispositivos. Embora as vendas do iPhone tenham caído no ano passado, o iPhone continua sendo o produto de maior sucesso da Apple.

A Apple melhorou constantemente o iPhone ao longo dos anos, aprimorando repetidamente o design, atualizando a câmera e adicionando novos recursos biométricos, e todas essas mudanças tornaram o iPhone ainda mais indispensável em nossas vidas. Essas foram algumas das melhorias que surgiram ao longo dos anos:

  • 2008: App Store e suporte à rede 3G
  • 2009: Hotspot Pessoal e recursos de gravação de vídeo
  • 2010: Novo design e tela Retina
  • 2011: Siri e iCloud
  • 2012: Tela de 4 polegadas, conector Lightning e LTE
  • 2013: Sensor de impressão digital (Touch ID)
  • 2014: Telas de 4,7 e 5,5 polegadas
  • 2015: 3D touch, Live Photos e gravação de vídeo em 4K
  • 2016: À prova de água, duas câmeras para o iPhone 7 Plus, retirada do conector P2 de fone de ouvido
  • 2017: Retirada do botão Home, tela OLED de 5,8 polegadas pegando a frente toda do aparelho, carregamento sem fio, carregamento rápido, Face ID
  • 2018: Tamanhos de tela OLED de 5,8 e 6,5 polegadas, três linhas de iPhone
  • 2019: Modo noturno, três câmeras

Os rumores sugerem que o iPhone passará por uma grande mudança em 2020, com a Apple estreando a conectividade 5G, um design no mesmo estilo do iPhone 4, mas renovado, telas de 5,4, 6,1 e 6,7 polegadas e um sistema de câmeras do tipo time-of-flight (ToF), que usa lasers para melhorar os cálculos de profundidade e recursos de realidade aumentada, dando mais qualidade as fotos.

via MacRumors